Seguidores

sexta-feira, 31 de maio de 2013

BONS ESTUDOS BÍBLICOS

DILIGÊNCIA E OPEROSIDADE -
 Ecl. 9:10

I – Benefícios do Trabalho Honesto.
1. O decreto de Deus sobre Adão. - Gên. 3:19.
2. Bênçãos sobre o trabalhador fiel. - Sal. 128:1 e 2.
3. Sorte do homem operoso. - Ecl. 5:12.
4. Resultado da diligência. - Prov. 10:4.

II – Exemplos e Ensinos de Cristo.
1. A ocupação de Jesus. - Mat. 13:55; Mar. 6:3
2. Equilíbrio entre o trabalho e o descanso. - Mar. 6:31.
3. Convite ao cansado e oprimido. - Mat. 11:28.
4. Lutar por valores que não perecem. - João 6:27.

III. – A Norma e o Conselho de Paulo.
1. Método de Paulo para o sustento próprio. - I Cor. 4:11 e 12.
2. Conselho de Paulo aos crentes tessalonicenses. - II Tess. 3:10,11.
3. Motivo do trabalho. - Col. 3:22,23.
4. Trabalhar paira ser aprovado por Deus. - II Tim. 2:15.

IV – Recomendação à Diligência.
1. A característica dos líderes de êxito. - Prov. 22:29.
2. A tarefa de cada dia deve ser feita completamente. - Ecl. 9:10;
12:14.

JUSTIÇA E EQÜIDADE
Miq. 6:8
I – A Norma de Eqüidade de Israel.
1. A herança de Israel baseava-se na justiça. - Deut. 16:20.
2. Instruções sobre eqüidade e justiça. - Lev. 19:13,15,18.

II – Deus aborrece a Fraude.
1. Os que fizeram com que Israel se desviasse. - Núm. 11:4.
2. Lição das falhas de Israel. - Êx. 23:2 pp.; Sal. 1:1.
3. O pecado de Acã e seu castigo. - Josué 7:20-25.
4. Castigo de Ananias e Safira. - Atos 5:1-10.


III – O Desagrado de Deus Quanto à Iniqüidade.
1. Como o Senhor vê a desonestidade. - Prov. 11:1; 20:10.
2. O clamor de Jeremias contra a injustiça. - Jer. 22:13.
3. A fraude é um dos sinais dos últimos dias. - Tia. 5:1-6.

IV – Princípios que Devem Orientar Nossa Vida.
1. Descrição de um homem justo. - Ez. 18:5, 7-9.
2. Princípio diretriz para o trato correto. - Prov. 3:27.
3. O pronunciamento de Jesus. - Mat. 5:39.-41.
4. Ensinos de Paulo sobre a eqüidade. - Rom. 12:17; 13:7,8.
5. Partilha mútua entre os irmãos. - II Cor. 8:13-15.
6. A morria divina de integridade. - Miq. 6:8.


ENFRENTANDO QUEIXOSOS
I – Os que Se Queixam de Deus.
1. Os que têm sentimento de que Deus é injusto e cruel. - Jó 40:2;
Rom. 9:20.

2. Quem me mostrar a razão de qu.e os caminhos de Deus lhe
parece injustos. A confusão está no limitado entendimento
humano. - Rom. 11:33.

3. Nos casos Fui que se Queixam de infelicidade ou tristeza. - Heb.
12:5,7,10,11; Isa. 55:8,9.
4. Deus é injusto em criar os homens e depois condená-los. - Ez.
33:11; I Tim. 2:3-4; II Ped. 3:9.
a) A única causa da condenação do homem, está na sua
persistente recusa de ir a Cristo Jesus. - João 5:40; Mat. 13:37;
João 3:33,36.

II – Os que se Queixam da Bíblia.
1. Muitos dizem: "A Bíblia é absurda. É tolice".
a) A resposta: I Cor. 1:18; 2:14; II Cor. 4:3-4; Dan. 12:10; Rom.
11:33-34. (II Tes. 2:10-12).

2. Os que dizem: "A Bíblia está cheia de contradições".
a) A melhor defesa é pôr uma Bíblia nas mãos do queixoso-
crítico, e solicitar que mostre uma das contradições. - João
7:17; Sal. 25:14; Mat. 11:25.


ABNEGAÇÃO E SACRIFÍCIO
S. Mat. 16:24
I – Exemplo Divino de Sacrifício.
1. O amor de Deus ao mundo. - João 3:16.
2. O supremo sacrifício de Jesus. - João 10 :15,17,18,30.
3. Como Jesus enfrentou a tentação. - Luc. 4:1-4.
4. A evidência do verdadeiro discipulado. - Mat. 16:24; Luc. 9:23.

II – Exemplos de Abnegação.
1. A abnegação de João Batista. - Mar. 1:7; João 3:30.
2. A completa consagração de Paulo. - Filip. 3:7,8.
3. O exemplo de Epafrodito. - Filip. 2:25,30.
4. Jesus responde à queixa de Pedro. - Mat. 19:27-29.

III – Admoestação aos Crentes.
1. Todo cristão é chamado à consagração. - I Ped. 2:21-24.
2. A luta contra o pecado. - Col. 3:5,8; I Ped. 2:11.
3. O exemplo de Paulo na disciplina própria. - I Cor. 9:27.

IV – O Alvo Celestial.
1. Admoestações aos crentes. - Tito 2:11-13.
2. Ganho terreno contra perda eterna. - Mar. 8:34-37.
3. Promessa aos que sofrem com Cristo. - II Tim. 2:11,12.
















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário