Seguidores

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

DEPRESSÃO, UM MAL DO NOSSO TEMPO



LIÇÕES BÍBLICAS CPAD  - JOVENS
 3º Trimestre de 2017

Título: Tempo para todas as coisas — Aproveitando as oportunidades que Deus nos dá
Comentarista: Reynaldo Odilo

Lição 8: Depressão, um mal do nosso tempo
Data: 20 de Agosto de 2017

TEXTO DO DIA
 “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem-presente na angústia” (Sl 46.1).

SÍNTESE
 A depressão é uma doença que aflige os crentes e não crentes. Já foi considerada o mal do século.

AGENDA DE LEITURA
 SEGUNDA — Sl 44.25
O abatimento da alma
 TERÇA — Mt 11.28
O convite de Jesus aos cansados e oprimidos
 QUARTA — Sl 91.1
Deus, nosso refúgio em meio à dor
 QUINTA — Jó 3.3
O desprezo pela vida em meio ao sofrimento
 SEXTA — Jó 19.25,26
A confiança em Deus em meio à dor
 SÁBADO — Sl 125.
A confiança em Deus

OBJETIVOS
 Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
MOSTRAR o que é a depressão, seus sintomas e tratamento;
EXPLICAR a respeito da psicoterapia aplicada por Deus por ocasião da depressão do profeta Elias;
APRESENTAR alguns cuidados que nos ajudam evitar a depressão.

INTERAÇÃO
 Professor, um dos objetivos da próxima lição diz respeito à análise da influência do hedonismo na atualidade. Você pode propor que os alunos se reúnam para fazer um debate na residência de um deles, durante a semana ou no sábado, dividindo a classe em dois grupos, quando analisarão a cosmovisão hedonista nos movimentos sociais, na mídia, filmes, nas políticas públicas, etc. Se possível, promova um lanche nessa programação. Lembre-se, caro docente, que nas escolas e universidades o assunto hedonismo geralmente não é chamado assim, mas aparece com outros nomes “politicamente corretos”; por isso, é imprescindível sua participação nessa atividade, a fim de esclarecer os contornos dessa filosofia perniciosa.

A IGREJA DE CRISTO - LIÇÃO 08 COM SUBSIDIOS



ELABORADO PELO EVANGELISTA NATALINO ALVES. PROFESSOR DE ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL E PESQUISADOR. MEMBRO DA IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS DE COTEGIPE - BAHIA. (A.D. MISSÃO).

LIÇÕES BÍBLICAS CPAD  -  ADULTOS
 3º Trimestre de 2017

Título: A razão da nossa fé — Assim cremos, assim vivemos
Comentarista: Esequias Soares

Lição 8: A Igreja de Cristo
Data: 20 de Agosto de 2017

TEXTO ÁUREO
 “Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mt 18.20).

VERDADE PRÁTICA
 Cremos na Igreja, que é o corpo de Cristo, una, santa e universal assembleia dos fiéis remidos de todas as eras e todos os lugares.

LEITURA DIÁRIA
 Segunda — Mt 16.18
Jesus Cristo é o fundador da Igreja
 Terça — Hb 12.23
A Igreja é a comunidade dos remidos
 Quarta — Ef 1.22,23
O Senhor Jesus Cristo é a cabeça do Corpo da Igreja
 Quinta — 1Tm 3.15
A Igreja é a Casa de Deus
 Sexta — Ef 5.25-28
O relacionamento do casal é comparado ao de Cristo com a sua Igreja
Sábado — Ap 22.17
A Igreja no convite do pecador para Cristo

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
 1 Coríntios 12.12-20,25-27.
 12 — Porque, assim como o corpo é um e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também.
13 — Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito.
14 — Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos.
15 — Se o pé disser: Porque não sou mão, não sou do corpo; não será por isso do corpo?
16 — E, se a orelha disser: Porque não sou olho, não sou do corpo; não será por isso do corpo?
17 — Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde estaria o olfato?
18 — Mas, agora, Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis.
19 — E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo?
20 — Agora, pois, há muitos membros, mas um corpo.
25 — para que não haja divisão no corpo, mas, antes, tenham os membros igual cuidado uns dos outros.
26 — De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele.
27 — Ora, vós sois o corpo de Cristo e seus membros em particular.

HINOS SUGERIDOS
 268, 302 e 477 da Harpa Cristã.

OBJETIVO GERAL
 Mostrar a Igreja como corpo de Cristo e os elementos que a identificam.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.

I. Apresentar o significado da palavra “igreja” e os seus desdobramentos;
II. Explicar os elementos que identificam a Igreja;
III. Conscientizar os crentes de que eles são membros do corpo de Cristo.

INTERAGINDO COM O PROFESSOR
 Caro professor, é de suma importância para o aluno ter uma compreensão bíblica e teológica a respeito da natureza da Igreja de Cristo. Hoje, há algumas ideias equivocadas quanto algumas instituições que se chamam “igrejas”. Muitos confundem a Igreja de Cristo com tais instituições. Um dos objetivos da lição desta semana é exatamente esclarecer essa questão. O que é a Igreja de Cristo? Qual a diferença entre a sua natureza visível e a sua natureza invisível? Qual o papel do membro dentro do Corpo de Cristo?
São algumas questões que devem nortear a aula desta semana. O nosso desejo é que a sua classe compreenda melhor o maravilhoso privilégio de pertencer ao Corpo de Cristo, a Igreja do Senhor.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

TEMPO PARA ESTAR A SÓS COM DEUS


Lições Bíblicas Jovens CPAD - 3º Trimestre de 2017

LIÇÕES BÍBLICAS CPAD - JOVENS

3º Trimestre de 2017
 Título: Tempo para todas as coisas — Aproveitando as oportunidades que Deus nos dá

Comentarista: Reynaldo Odilo
 Lição 7: Tempo para estar a sós com Deus
Data: 13 de Agosto de 2017

TEXTO DO DIA
 “Daniel [...] entrou em sua casa (ora, havia no seu quarto janelas abertas da banda de Jerusalém), e três vezes no dia se punha de joelhos, e orava [...]” (Dn 6.10).

SÍNTESE
 Para estar a sós com Deus é preciso renunciar hábitos pessoais e compromissos sociais.

AGENDA DE LEITURA
 SEGUNDA — Gn 24.63
Indo ao campo para estar a sós com Deus
TERÇA — Gn 32.23,24
Jacó fica a sós com um anjo
QUARTA — Êx 3.1,2
A sós com Deus no deserto
QUINTA — Mt 14.23
Despedindo a multidão para estar a sós com o Pai
SEXTA — Mc 14.32
A sós com o Pai em um momento
 SÁBADO — At 16.13
Buscando um lugar para estar a sós com Deus

OBJETIVOS
 Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
QUALIFICAR o segredo da espiritualidade, dentro do novo tempo inaugurado a partir do Calvário;
INTERPRETAR o que significa “o tempo dos tempos”, para o qual Deus convida a todos;
RECONHECER o valor de estar a sós com Deus.

INTERAÇÃO
 Estimado professor, na interação da lição 2 conversamos a respeito da necessidade de haver um bom relacionamento entre os docentes da classe de jovens. Nesta interação queremos mostrar o quanto e importante o relacionamento dos professores com os alunos. É muitíssimo importante que você construa um vínculo afetivo e de confiança com aqueles que Deus lhe confiou pra ensinar e orientar. Evite o contato superficial. Se eles confiarem em você, receberão de bom grado o seu ensino, seguirão suas orientações, ouvirão seus conselhos, etc. Por outro lado, a proximidade com eles proporcionará a você um melhor conhecimento sobre suas vidas, e isso é algo que todo professor de Escola Bíblica Dominical deve buscar com afinco.

A NECESSIDADE DO NOVO NASCIMENTO - LIÇÃO 07 COM SUBSIDIOS


Lições Bíblicas CPAD - 3º Trimestre de 2017

ELABORADO PELO EVANGELISTA NATALINO ALVES. PROFESSOR DE ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL E PESQUISADOR. MEMBRO DA IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS DE COTEGIPE - BAHIA. (A.D. MISSÃO).

LIÇÕES BÍBLICAS CPAD  - ADULTOS

3º Trimestre de 2017

Título: A razão da nossa fé — Assim cremos, assim vivemos
Comentarista: Esequias Soares

Lição 7: A necessidade do Novo Nascimento
Data: 13 de Agosto de 2017

TEXTO ÁUREO
 “Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo” (Jo 3.7).

VERDADE PRÁTICA
 Cremos na necessidade absoluta do novo nascimento pela graça de Deus, mediante a fé em Jesus Cristo.

LEITURA DIÁRIA
 Segunda — Jo 3.3-8
O novo nascimento é nascer do Espírito
 Terça — 2Co 5.17
A fé salvífica faz do pecador uma nova criatura em Cristo Jesus
 Quarta — At 10.43
O perdão dos pecados está disponível a todos
 Quinta — Tt 3.5
O novo nascimento significa regeneração
 Sexta — 2Co 5.18,19
Fomos reconciliados com Deus pela morte de Jesus
Sábado — Jo 1.12
Fomos adotados como filhos de Deus pela fé em Jesus

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
 João 3.1-12.
 1 — E havia entre os fariseus um homem chamado Nicodemos, príncipe dos judeus.
2 — Este foi ter de noite com Jesus e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és mestre vindo de Deus, porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele.
3 — Jesus respondeu e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus.
4 — Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Porventura, pode tornar a entrar no ventre de sua mãe e nascer?
5 — Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus.
6 — O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.
7 — Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.
8 — O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.
9 — Nicodemos respondeu e disse-lhe: Como pode ser isso?
10 — Jesus respondeu e disse-lhe: Tu és mestre de Israel e não sabes isso?
11 — Na verdade, na verdade te digo que nós dizemos o que sabemos e testificamos o que vimos, e não aceitais o nosso testemunho.
12 — Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais?

HINOS SUGERIDOS
 5, 266 e 440 da Harpa Cristã.

OBJETIVO GERAL
 Compreender a necessidade absoluta do novo nascimento pela graça de Deus.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.

I. Apresentar Nicodemos como um líder religioso bem-intencionado;
II. Compreender o que é o novo nascimento;
III. Explicar por que é necessário nascer de novo.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

RECUPERANDO O TEMPO PERDIDO


Lições Bíblicas Jovens CPAD - 3º Trimestre de 2017

LIÇÕES BÍBLICAS CPAD  - JOVENS
 3º Trimestre de 2017

Título: Tempo para todas as coisas — Aproveitando as oportunidades que Deus nos dá
Comentarista: Reynaldo Odilo

Lição 6: Recuperando o tempo perdido
Data: 6 de Agosto de 2017


TEXTO DO DIA
 “E restituir-vos-ei os anos que foram consumidos pelo gafanhoto, e a locusta, e o pulgão, e a oruga, o meu grande exército que enviei contra vós” (Jl 2.25).


SÍNTESE
Sem a ajuda de Deus não podemos recuperar o tempo e as oportunidades perdidas.


AGENDA DE LEITURA

SEGUNDA — 1Sm 30.7-20
Lutando para retomar os bens
 TERÇA — 2Rs 13.25
Recuperando possessões
 QUARTA — Os 12.4
Jacó lutou e chorou pela sua bênção
 QUINTA — Lc 15.18
Voltando para recuperar o perdão do pai
 SEXTA — Lc 19.8
Restituindo o que não era seu
SÁBADO — Fp 3.8
A perda de tudo pelo amor a Cristo

OBJETIVOS
 Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
VALORIZAR o tempo presente como oportunidade de recomeço;
APRENDER que Deus pode restituir o tempo aparentemente perdido por seus servos;
REFLETIR a respeito do que significa estar "parado no tempo".

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

A PECAMINOSIDADE HUMANA E A SUA RESTAURAÇÃO A DEUS - LIÇÃO 06 COM SUBSIDIOS


Lições Bíblicas CPAD - 3º Trimestre de 2017

ELABORADO PELO EVANGELISTA NATALINO ALVES. PROFESSOR DE ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL E PESQUISADOR. MEMBRO DA IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS DE COTEGIPE - BAHIA. (A.D. MISSÃO).

LIÇÕES BÍBLICAS CPAD  -ADULTOS
 3º Trimestre de 2017

 Título: A razão da nossa fé — Assim cremos, assim vivemos
Comentarista: Esequias Soares


Data: 6 de Agosto de 2017

TEXTO ÁUREO
“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Rm 3.23).

VERDADE PRÁTICA
 Reconhecemos a pecaminosidade de todos os seres humanos, que os destituiu da glória de Deus, e que somente o arrependimento e a fé na obra expiatória e redentora de Jesus Cristo podem restaurá-los a Deus.

LEITURA DIÁRIA
 Segunda — Sl 51.5
Todos os humanos são pecadores
 Terça — Ec 7.20
O pecado está presente em todos
 Quarta — Is 59.2
O pecado nos separa de Deus
Quinta — Rm 3.10-12
Não há na terra um justo sequer
 Sexta — At 3.19
Somente a fé em Jesus e o arrependimento restaura o pecador
 Sábado — Rm 6.23
A salvação é um dom de Deus


LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
 Romanos 5.12-21.

12 — Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram.
13 — Porque até à lei estava o pecado no mundo, mas o pecado não é imputado não havendo lei.
14 — No entanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, até sobre aqueles que não pecaram à semelhança da transgressão de Adão, o qual é a figura daquele que havia de vir.
15 — Mas não é assim o dom gratuito como a ofensa; porque, se, pela ofensa de um, morreram muitos, muito mais a graça de Deus e o dom pela graça, que é de um só homem, Jesus Cristo, abundou sobre muitos.
16 — E não foi assim o dom como a ofensa, por um só que pecou; porque o juízo veio de uma só ofensa, na verdade, para condenação, mas o dom gratuito veio de muitas ofensas para justificação.
17 — Porque, se, pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça e do dom da justiça reinarão em vida por um só, Jesus Cristo.
18 — Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida.
19 — Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim, pela obediência de um, muitos serão feitos justos.
20 — Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou a graça;
21 — para que, assim como o pecado reinou na morte, também a graça reinasse pela justiça para a vida eterna, por Jesus Cristo, nosso Senhor.

HINOS SUGERIDOS
 8, 198 e 536 da Harpa Cristã.

OBJETIVO GERAL
Compreender a pecaminosidade de todos os seres humanos, que os destitui da glória de Deus.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
 Abaixo, os objetivos específicos referem-se ao que o professor deve atingir em cada tópico. Por exemplo, o objetivo I refere-se ao tópico I com os seus respectivos subtópicos.

I. Definir o termo pecado;
II. Mostrar a origem do pecado;
III. Compreender a solução para o pecado.

domingo, 28 de maio de 2017

ESBOÇOS BIBLICOS

31. O POVO DE DEUS.
1. O povo de Deus é abençoado por Ele. Nm. 24:5,6.
2. É provido ricamente por Deus. Nm. 24:7.
3. Exaltado. Nm. 24:7.
4. Liberto. Nm. 24:8; 1 Ts. l:10; Lc. 1:74.
5. Honrado. Nm. 24:17-19.
6. Feliz. Dt. 33:29.
7. Seguro e salvo. Nm. 24:17; Jo. 10:9-11.


32. NOSSO DEUS ESTÁ:
1. Diante de nós. Dt. 1:30.
2. Atrás de nós. Is. 52:12.
3. Sobre nós. Sl. 139:5.
4. Por baixo de nós. Dt. 33:27.
5. Ao nosso redor. SI. 125:2.
6. Em nós. 1 Co. 6:19.
7. Conosco. Sl. 46:11.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

PARÁBOLAS DE JESUS

SAL DA TERRA VESUS SAL INSIPIDO 
(Mt 5.13; Mc 9.50; Lc 14.34)

RELATO

Os cristãos devem ser o sal da terra, mas, seo sal perde o sabor, não serve para temperar,
nem para preservar alimentos.

SIGNIFICADO
E a primeira das cinco parábolas feitas porJesus durante Seu discurso formal inicial às
multidões (veja as parábolas 2 ,3 ,4 ,5 ).

VERDADES ESPIRITUAIS
I. O sal tinha um papel importante na Bíblia.
A. Todas as ofertas de grão, sob a Lei de Moisés, deveriam ser acompanhadas de sal (Lv 2.13).
B. No milênio futuro, todas as ofertas de animais devem ser acompanhadas de sal (Ez 43.24).
C. Deus ratificou Seu concerto com Davi ao utilizar o sal (2 Cr 13.5).
D. Paulo orienta-nos para que nossas palavras sejam sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um (Cl 4.6).

II. N os dias de Jesus, soldados romanos geralmente recebiam o pagamento em sal em vez de ouro.
III. Jesus disse que devemos agir como o sal. O sal:
A. Tempera (Jó 6.6).
B. Preserva.
C. Purifica (2 Rs 2.20,21).

IV. Também foi sugerido que o sal serve para deixar com sede, indicando que a nossa caminhada
diária deva causar sede na vida de amigos, colegas de trabalho, parentes etc. que ainda
não foram salvos.
V. Por fim, Jesus alertou que o sal insípido será lançado fora e [...] pisado pelos homens (Mt
5.13). Talvez Paulo tivesse essas palavras em mente quando escreveu, mais tarde, sobre o tribunal
de Cristo (1 Co 3.11-15).

sexta-feira, 12 de maio de 2017

ESBOÇOS BIBLICOS VARIADOS

A VERDADEIRA TESTEMUNHA DE CRISTO.
1. Testemunhe, em amor, como Maria. Mt. 26:10-13.
2. Segundo a Escritura, como Paulo. 1 Co. 15:1-4.
3. Destemido, como o apóstolo Pedro. At. 2:14-40.
4. Fiel, como Samuel perante Saul. 1 Sm. 15:23.
5. Pessoalmente, como Natã perante Davi. 2 Sm. 12:1-14.
6. Sirva espontaneamente e sem ganância. 1 Pe. 5:2.
7. Testemunhe no poder do alto. Hb. 2:4.


 COMO DEVEMOS ANUNCIAR O EVANGELHO.
1. Conforme a Escritura, como o Senhor. Jo. 3:14-18; Lc. 4:16-21.
2. Com seriedade, como Paulo em Atenas. At. 17:16 ss.
3. Glorificando o amor, como João. 1 Jo. 4:9-14.
4. Conforme o exemplo de Cristo, como Filipe. At. 8:35-40.
5. Eficientemente, como a mulher samaritana. Jo. 4:28-30,39-42.
6. No Espírito Santo. 1 Pe. 1:12.
7. Dando exemplo e praticando. 1 Ts. 1:7-10.

terça-feira, 9 de maio de 2017

A GRANDE TRIBULAÇÃO E ISRAEL

A GRANDE TRIBULAÇÃO: UM DOS CASTIGO PARA ISRAEL
Lemos em Levítico 26.21,28:

Se andardes contrariamente para comigo, e não me quiserdes ouvir, multiplicarei as vossas aflições sete vezes mais, segundo os vossos pecados... então eu vos serei contrário em furor, e vos castigarei sete vezes mais por causa dos vossos pecados. Por mais que a expressão “sete vez mais” possa parecer apenas uma figura da intensidade do castigo de Deus sobre o povo israelita, a história nos permite interpretá-la literalmente.

Ao longo de sua historia, Israel, como povo e como nacao, correu o risco de ser exterminado pelo menos seis vezes:

1)Por ocasiao do cativeiro assirio, em 721 a.C., quando o reino das dez tribos desapareceu sob o imperio assirio.

2) O cativeiro babilonico, 605 a.C., quando Juda ficou sujeita ao imperio de babilonia.

3) A opressao sobre Antioco Epifanio, de 168 a 165 a.C., quando de novo a pequena nacao de Ju d a foi ameacada de ser exterminada.

4) Por ocasiao da destruicao de Jerusalem e do templo, em 70 d.C.. Cerca de dois milhoes de judeus pereceram nessa guerra contra os romanos. Somente no cerco
de Jerusalem pereceram quase um milhao de judeus.

5) A opressao sob Adriano, de 132 a 135 d.C., quando Roma tomou todas as medidas no sentido de fazer que a nacao e o povo de Israel desaparecessem.

6) Finalmente, o recente holocausto sob o nazismo, de 1939-1945 d.C., quando seis milhoes de judeus pereceram. A operacao denominada “A solucao final do problema ju deu”, dos nazistas, visava o exterminio de todos os judeus.


ASPECTOS DA GRANDE TRIBULAÇÃO.